• Papo Reto

Dra. Rosana Cunha alerta sobre os problemas de visão na infância

Amigos, convidei a oftalmologista Rosana Cunha, que carinhosamente chamo de “a oculista generosa”, para um café. Posso dizer que generosa é até pouco por tudo o que ela e sua família fazem para os que mais precisam.

Em nossa conversa esclarecedora, ela me conta sobre os quatro projetos sociais que está à frente na Fundação Oftalmológica Doutor Rubem Cunha. Como também fez questão de passar muitas orientações para os pais com relação a idade ideal e as possíveis doenças encontradas nos olhinhos das crianças.

A Dra. Rosana nos faz um alerta sobre o mito de acreditar que a criança só pode ir ao oftalmologista quando sabe falar ou se expressar. “É um mito terrível, pois é possível saber se a criança a tem um problema na visão ainda bebê e seguir com o tratamento adequado o quanto antes”, comenta.

A oftalmologista e pediatra me diz, com muita propriedade, que por incrível que pareça é recomendado que a criança seja examinada por um oftalmologista no 1º ano de vida. “Já existe uma lei, de novembro do ano passado que obriga o teste do olhinho. Com esse exame o pediatra já descobre se o bebê tem catarata ou retinoblastoma”, diz.

A conversa foi muito enriquecedora, pois a doutora ainda me conta sobre o porquê do aumento do numero de crianças com miopia, fala também do estrabismo e nos conta sobre o seu trabalho inspirador nos quatro projetos que administra na Fundação Oftalmológica Doutor Rubem Cunha, que leva o nome de seu sogro: Novo Olhar, Boa Visão e Boa Educação, Senhor Olhar e o Rever.

Esse último o mais audacioso deles. No Rever a médica e sua equipe levam seu consultório em um avião e passa um período em uma cidade do Norte ou Nordeste do País para examinar os olhos das pessoas mais carentes.

Essa não é uma mulher espetacular? Assistam a entrevista completa e vejam o quanto temos a aprender com ela.

Continue lendo "Dra. Rosana Cunha alerta sobre os problemas de visão na infância"

Por: Silvana Tinelli

Nascida no Egito, mas com o coração dividido entre a Itália e o Brasil, Silvana Tinelli faz de tudo um pouco. Em sua rotina dinâmica, Silvana se divide entre suas paixões: a arte, a criação de suas cerâmicas, as viagens - com segredos que só ela conhece - os eventos com seus amigos, a fotografia e a gastronomia.