• Arte & Artesanato

Véio, a Imaginação da Madeira

Sabe aquele homem sábio do sertão? Uma pessoa humilde, mas muito inteligente? Assim é Cícero Alves dos Santos, o Véio, que já levou seu trabalho de arte e madeira à Bienal de Arte de Veneza e agora está em mostra no Itaú Cultural, em São Paulo. 

Batizada de “Véio, a Imaginação da Madeira” , a mostra traz para o público, pela primeira vez fora do sertão sergipano, peças da coleção que o artista mantém em sua casa.

 

O artista em seu estúdio

Seu trabalho é muito original e por isso acabou se tornando um dos mais valorizados da arte naïve brasileira. Ocupando três andares do Itaú Cultural, a exposição tem curadoria de Agnaldo Farias e Carlos Augusto Calil.

As mais de 250 peças, que falam do cotidiano do povo sertanejo, são trabalhadas em madeira – desde um palito de fósforo até troncos grandiosos. “Véio cria para contar e recontar histórias. Para não deixar o passado morrer, eterniza em sua obra um sertão quase em extinção. Ele trabalha os troncos que lhe chegam já abatidos: mulungu, jurema, goiabeira, graúna, barriguda e jamais derruba árvore”, explica a publicação feita para a exposição.

E é com essa madeira que o artista se eterniza. “A arte é igual ao ser humano. Tem obra minha que já morreu, outras que estão morrendo, outras que estão surgindo. Cada uma tem seu espaço”, diz. Alguém duvida que vale muito a pena visitar a mostra “Véio, a Imaginação da Madeira”?

Serviço:

Mostra “Véio, a Imaginação da Madeira”
Até 13 de maio de 2018
Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, São Paulo – SP

Fotos: Bela Baderna/Itaú Cultural, André Seiti/Itaú Cultural e João Liberato

Continue lendo "Véio, a Imaginação da Madeira"

Por: Silvana Tinelli

Nascida no Egito, mas com o coração dividido entre a Itália e o Brasil, Silvana Tinelli faz de tudo um pouco. Em sua rotina dinâmica, Silvana se divide entre suas paixões: a arte, a criação de suas cerâmicas, as viagens - com segredos que só ela conhece - os eventos com seus amigos, a fotografia e a gastronomia.