• Vi & Gostei

A Lua de Sangue

Amigos, vocês viram o eclipse apelidado de Lua de Sangue, na última sexta-feira? Eu achei belíssimo e fiquei encantada quando recebi esse vídeo por WhatsApp. Infelizmente não consegui descobrir a autoria, mas o fotógrafo compactou quatro horas de imagem em apenas um minuto. Não é impressionante?

Também fiquei curiosa e fui pesquisar para saber do que se tratava a Lua de Sangue e descobri que é um tipo de eclipse lunar, ou seja, quando a sombra da Terra permanece sobre toda a Lua. O de sexta-feira durou 1 hora e 42 minutos, o que caracterizou o eclipse mais longo do século. Como comparação, o eclipse lunar que aconteceu em julho de 2015 teve uma duração de apenas 12 minutos, de acordo com o Observatório Nacional.

Entenda como funcionou a Lua de Sangue: a Terra projetou no espaço uma sombra em forma de cone e a Lua penetrou nesse “cone” de sombra. Segundo especialistas, aopassar entre o Sol e a Lua, a Terra produz a umbra – uma região escura sobre o disco lunar – e a penumbra, que é uma região cinzenta. Só quando a Lua está completamente mergulhada na umbra considera-se que há um eclipse total em curso.

Só que, dessa vez, quando estava totalmente imersa na umbra, a Lua não ficou invisível: ela assumiu uma cor avermelhada – que deu ao fenômeno o apelido de Lua de sangue. Isso ocorre porque, embora a sombra da Terra não deixe que os raios de Sol cheguem diretamente à Lua, ela é atingida por raios que passam pela atmosfera terrestre.

Vocês perderam esse eclipse e já querem saber do próximo? De acordo com o Observatório Nacional, ele ocorrerá na noite de 20 para 21 de janeiro de 2019.

Continue lendo "A Lua de Sangue"

Por: Silvana Tinelli

Nascida no Egito, mas com o coração dividido entre a Itália e o Brasil, Silvana Tinelli faz de tudo um pouco. Em sua rotina dinâmica, Silvana se divide entre suas paixões: a arte, a criação de suas cerâmicas, as viagens - com segredos que só ela conhece - os eventos com seus amigos, a fotografia e a gastronomia.