• Pets

Zooterapia, o cão como terapia

Amigos, quem gosta de animais e tem o seu sabe a felicidade que é voltar para casa e encontrá-los fazendo aquela festa com a nossa chegada. A alegria deles faz com que muitos problemas fiquem do lado de fora. E é baseada nesse princípio que existe a zooterapia.

Ter um bichinho de estimação já é uma terapia diária, mas o que se descobriu recentemente é ainda melhor: os animais também podem ajudar muito na evolução dos tratamentos de doentes. Quem me conta sempre sobre os resultados positivos da zooterapia é o adestrador Jesus, que adestra meus cachorros. (Lembram que tem entrevista com ele aqui?)

Jesus me disse que há várias décadas os hospitais nos Estados Unidos utilizam animais com esta finalidade. No Brasil, o método foi introduzido em 1997 pela veterinária e psicóloga Dra. Hannelore Zucks. Por aqui, é chamado de zooterapia ou terapia assistida por animais e é utilizado principalmente com crianças, idosos e doentes mentais.

“Existem estudos científicos que comprovam que a interação homem X animal no contexto terapêutico proporciona uma melhora significativa do sistema imunológico, estimula a interação social, facilita a comunicação e o vínculo com o terapeuta, melhora a autoconfiança, resgata a autoestima do paciente e ainda melhora a capacidade motora, cognitiva e sensorial”, explica Jesus.

Os animais mais utilizados em hospitais e casas de repouso para a zooterapia são cães e gatos. “As raças preferidas de cachorros são Golden Retriever e Labrador, mas qualquer cão pode ser terapeuta, desde que seja saudável, dócil e treinado”, completa.

Jesus ainda faz um alerta. “O temperamento isento de agressividade e o treinamento são fundamentais na zooterapia. O cão deve obedecer aos comandos do proprietário e ser facilmente controlado por ele. E ainda precisa gostar de afagos e não reagir a situações inesperadas”, finaliza.

A zooterapia não promete a cura de doenças, mas promove benefícios físicos e mentais auxiliando na diminuição dos sintomas da depressão, ansiedade e pressão sanguínea, dá para acreditar?

Tomara que o Poder Público invista em tratamentos alternativos como esses e os disponibilizem para um número cada vez maior de pessoas. Assim, teríamos brasileiros muito mais saldáveis e felizes!

Continue lendo "Zooterapia, o cão como terapia"
Silvana Tinelli

Por:Silvana Tinelli

Nascida no Egito, mas com o coração dividido entre a Itália e o Brasil, Silvana Tinelli faz de tudo um pouco. Em sua rotina dinâmica, Silvana se divide entre suas paixões: a arte, a criação de suas cerâmicas, as viagens - com segredos que só ela conhece - os eventos com seus amigos, a fotografia e a gastronomia.