• Convidados

O que conhecer em Seoul, a capital da Coreia do Sul

Um dos meus prazeres preferidos é viajar, o que faço com frequência por trabalho ou lazer, mais sempre pesquisando o local escolhido para conhecer seu povo, sua história, suas tradições e sua crença.

Em abril, depois de voltar da China e do Japão, fui conhecer Seoul, capital e a maior cidade da Coreia do Sul. Com cerca de 10 milhões de habitantes e bem esparramada, a bela Seoul é cortada pelo rio Han. E isso faz toda diferença: suas pontes em estilos diferentes oferecem um espetáculo iluminado à noite.

Além disso, a cidade é um misto de tradição e modernidade, tanto nas construções como nos costumes deixando o visitante extasiado com a diversidade de estilos.

O que conhecer em Seoul, então? Passeios imperdíveis são:

Myeong-dong, Seoul
Myeong-dong

*Myeong-dong: um shopping a céu aberto, com lojas de roupas, cosméticos, restaurantes típicos, shows e muita gente circulando.

*Gyeongbokgung: principal palácio real construído em 1395 na dinastia Joseon. Belíssimo.

*Changdeokgung: um dos 5 grandes palácios, com jardins encantadores, tombado como Patrimônio pela Unesco em 1997. Curiosidade: é comum os coreanos vestirem seus coloridos e ricos trajes típicos para visitarem os palácios.

*Seoul Tower: localizada na Namsan Mountain, é um dos edifícios mais altos de Seoul, com restaurantes e uma vista belíssima da cidade.

*Dongdaemun Design Plaza: museu e centro cultural, esse grandioso edifício projetado pela saudosa arquiteta Zaha Hadid tem exposições de arte, aulas de música e lojas. Foi lá que a Chanel lançou sua coleção Cruise 2016.

*Prefeitura da cidade: todo em aço e vidro, como os edifícios comerciais moderníssimos da cidade.

*Starfield Library: monumental edifício com milhares de livros e informações culturais.

Gyeongbokgung Palace, Seoul
Gyeongbokgung Palace

Quer saber onde ficar e o que comer em Seoul? Recomendo o Signiel Lotte, parte da rede Lotte, de uma das famílias mais ricas da Coreia do Sul. Inaugurado há dois anos, fica na terceira torre mais alta da Ásia, com 102 andares. O hotel começa no 76º andar e tem, além do serviço impecável, quatro restaurantes, entre eles o coreano Bicena.

Quanto à alimentação, além das redes americanas de fast food e dos cafés presentes em todos os quarteirões, os restaurantes internacionais são muito bons e o churrasco coreano é delicioso. Aliás, esta história de carne de cachorro é folclore e só existe nas camadas muito pobres da população.

Um dos meus restaurantes preferidos foi o Wooga, inaugurado no final de 2017, só com carnes nobres. Ele fica no elegante bairro de Gangnam-Gu perto das lojas de luxo e das concessionárias com os carros mais sofisticados.

O que percebi lá foi que o governo tem pulso firme para combater a corrupção e que os investidores atentos a oportunidades. Arrisco dizer que a Coreia do Sul será em pouco tempo a segunda economia mundial, ultrapassando a China.

Para finalizar, quero dar um conselho: contrate um guia porque as histórias são muito ricas em detalhes e muito pouca gente fala inglês.

 

Fotos: Flickr/ Doug Sun Beams

Continue lendo "O que conhecer em Seoul, a capital da Coreia do Sul"

Por: Rosy Verdi

Rosy Verdi participou durante 12 anos do programa Amaury Jr na TV falando sobre moda e estilo. Hoje, organiza roteiros de viagens de luxo, dá palestras e escreve artigos sobre estes temas.