• Convidados

O look da firma está nas passarelas!

O mercado de trabalho está mudando muito com os millennials – e deve mudar mais ainda com a geração Z (ou os nativos digitais), que estão começando a trabalhar e já nasceram olhando pra telinha do smartphone. E o look acompanha.

A “firma”, aquele local de trabalho com códigos próprios como “bater ponto”, “cafezinho”, “happy hour” e “xerox”, está com os dias contados graças à tendência do home office, do frila e da imposição dos próprios funcionários por ambientes mais descontraídos e relações mais informais (vide Google, Facebook…). Os recém-chegados não querem nada “engessado” e antigo!

Só que o look típico da firma antiga e engessada, com todos os seus estereótipos, está com tudo nas passarelas internacionais com direito até ao crachá pra passar na catraca e tudo! Pense em Diane Keaton no filme “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa” (1977), de Woody Allen, ou em “Baby Boom” (1987) e você vai entender qual é a vibe. Vale também Melanie Griffith e Sigourney Weaver em “Uma Secretária do Futuro” (1988).

Secretária do Futuro
Cena do filme “Secretária do Futuro”

De Prada a Balenciaga passando por Gucci, Dior, Calvin Klein e outras, as marcas de luxo investigam e se apropriam desses códigos de vestimenta que, recontextualizados, dão uma estranha sensação de que são modernos.

E pra saber “how to get the look”, veja os novos códigos do estilo “firmacore”, herdeiro do “normcore”, ou seja, o pós-normcore:

* Paletó oversized, tipo Didi Mocó mesmo, com ombro amplo e de preferência mais longo (alguns chegam a ultrapassar o joelho!). Pode ser bem estruturado, com abotoamento simples ou transpassado (sim, o jaquetão é cool agora!).

* Alfaiataria xadrez e de cores neutras, tipo preto, azul-marinho e principalmente cinza e terrosos. Os xadrezes mais-mais são o pied-de-poule em  e o príncipe-de-gales em lã fria, mas outros também estão valendo. (Alfaiataria em tons fortes tipo azulão ou pink fica mais pra pós-firma).

*Pra dar um efeito forte de escritório, evite vichymadras ou tartan. A risca-de-giz até rola, mas o resultado fica sofisticado e a ideia é ser firma roots e não Nutella!

Camisaria de tricoline e cores claras; a azulzinha é ótima. Se for listrada, melhor ainda.

* Saia-lápis é a rainha da firma mas a incidência maior na passarela tem sido da saia reta e de muita calça. Se quiser usar a saia-lápis mesmo assim, tudo bem, mas escolha uma menos justa – o look firma pede uma certa caretice… Nas calças, as de prega são ótimas e se for bege, então, é lacre certo! Será que a gente já pode começar a usar a gíria “grampo” no lugar de lacre?

* O sapato é fechado, pode ser Oxford ou um escarpin com salto mais baixo, mais simples. Cores escuras e consideradas mais masculinas, tipo marrom-café, vão muito bem.

* Sabe aqueles óculos bem nerd, bem intelectual, de armação grossa, preta ou marrom? É hit pra completar o look firmacore e imprimir toda seriedade que a tendência pede.

* Pra arrematar, não tenha vergonha de esconder seu crachá de entrada ou seu bilhete único! Pode pendurá-lo no bolso da camisa ou usar aquela fita com presilha no pescoço. Tipo novo acessório! Manda jobs! É só olhar o desfile da Prada!

Continue lendo "O look da firma está nas passarelas!"

Por: Lilian Pacce

Editora de moda, apresentadora do GNT Fashion e Publisher da plataforma lilianpacce.com.br